para acompanhar

Gratin de batatas Paola Carosella

Paola Carosella
Chef


(de 4 a 6 porções) 

INGREDIENTES

1 kg de batatas bonitas e, de preferência, orgânicas 

Sal, pimenta e noz moscada à gosto

3 dentes de alho sem pele

1 xícara de chá de leite integral fresco 

1⁄2 xícara de chá de creme de leite fresco 

3 a 5 folhas de sálvia

60 g de manteiga sem sal 

PREPARO

» Preaqueça o forno a 160oC. Procure uma forma bonita, que possa ir do forno à mesa. Eu gosto daquelas de barro, de forma oval 

» É importante que ela não seja muito grande (algo como uns 20 cm de comprimento por 12 a 15 cm de largura), assim o gratin vai ter uma bela altura. Se a forma for muito grande ele vai ficar baixinho 

» Numa panela, derrame o creme de leite e o leite, some os dentes de alho e as folhas de sálvia 

» Tempere com sal, pimenta e noz moscada. O ideal é caprichar no tempero, porque as batatas absorvem muito sal e o tempero pode ficar fraquinho – daí a importância da noz moscada 

» Leve ao fogo médio e cozinhe até ferver. Deixe ferver por uns 5 minutos, apenas para perfumar o líquido. Peneire descartando os alhos e a sálvia. Reserve 

» Lave as batatas, descasque e imediatamente passe por uma mandolina para obter rodelas bem finas (3mm de espessura) 

» Use uma parte da manteiga para untar a forma escolhida 

» Agora, começe a acomodar as batatas em camadas: uma camada de batatas, um pouco de sal e pimenta e uma parte do creme 

» Quando chegar à última camada, despeje o que sobrar do creme e acrescente o restante da manteiga cortada em cubinhos por cima 

» Leve ao forno preaquecido a 160°C ou 170°C por uns 20 minutos ou até dourar um pouco 

» Retire do forno, cubra com uma folha de papel alumínio e cozinhe por mais 30 minutos 

» Finalmente, aumente o forno para 180 oC, retire o papel e deixar até ficar douradinho por cima. Por dentro, ao serem espetadas, as batatas devem estar bem macias 

» Dica: é possível fazer na véspera e reaquecer na hora de servir